Título abre as portas da Seleção para os atletas do Corinthians

20

A boa campanha no Campeonato Brasileiro não rendeu apenas uma medalha para alguns jogadores do Corinthians. Badalados pela trajetória vitoriosa, o goleiro Cássio, o zagueiro Gil e o meia Renato Augusto passaram a acompanhar o volante Elias (presença mais frequente) nas convocações do técnico Dunga para a Seleção Brasileira.

“Isso é fruto do trabalho que estamos fazendo no Corinthians. Além desses, temos outros jogadores que mereciam estar na Seleção”, avaliou Elias, quando soube que teria alguns colegas de Corinthians ao seu lado nos primeiros jogos das Eliminatórias para a Copa do Mundo.

Na época, Cássio havia se chateado por seguir fora da lista de Dunga. “Considero que tinha condições de estar lá. Devo respeitar os convocados, mas o meu objetivo logicamente é defender o Brasil”, avisou o goleiro, que atingiria essa meta logo na relação seguinte da Seleção.

Ainda há no Corinthians, contudo, campeões que se sentem aptos a colaborar com o time nacional nas Eliminatórias. Disputando com Renato Augusto o status de melhor jogador do Campeonato Brasileiro, o experiente Jadson já está com saudades de representar o Brasil. “Quem sabe no futuro?”, vislumbrou.

Para alguns críticos, não são apenas os jogadores do Corinthians que deveriam estar na Seleção Brasileira. Tite, que chegou a ser apontado como o sucessor natural de Luiz Felipe Scolari depois do vexame canarinho na última Copa do Mundo, faz sombra para Dunga com o seu sucesso no campeão nacional de 2015.

“O momento de eu ser escolhido já passou. Agora é hora de darmos apoio ao Dunga”, avisou Tite, que já tem contribuído com o colega ao bem preparar os seus selecionáveis do Corinthians e ao não reclamar dos desfalques.

Gazeta Esportiva