Governo de AL entrega moderna Central de Videomonitoramento

Com investimento de R$ 1,6 milhão, governador Renan Filho inaugura às 10 horas nova fase no Sistema Prisional com equipamentos de última geração

large

Uma nova realidade está sendo construída por trás das grades. Além das atividades lúdicas, educativas e profissionais focados na reintegração social dos 3.802 custodiados, o Governo do Estado de Alagoas, por meio da Secretaria da Ressocialização e Inclusão Social (Seris), tem investido em tecnologia para propiciar segurança a todos aqueles que entram nas oito unidades do Sistema Prisional, situado na BR-104, KM 01.

Dessa forma, o governador Renan Filho inaugura nesta sexta-feira (22), a partir das 10h, um marco histórico com a entrega da Central de Videomonitoramento e  vários equipamentos que irão modernizar e melhorar as condições de trabalho aos servidores penitenciários, conforme prevê a Lei de Execuções Penais. O evento no Sistema Prisional contará ainda com a presença gestor da Seris, coronel PM Marcos Sérgio.

Ao todo, 440 câmeras foram instaladas em áreas estratégicas do Sistema. Toda movimentação dentro e fora das unidades é monitorada em tempo real pelos profissionais da Central de Videomonitoramento, 24 horas, diariamente. Qualquer atitude suspeita flagrada pelas câmeras, como a presença de materiais ilícitos e princípio de tumulto, é comunicada aos gestores dos presídios e autoridades da Seris. A intenção é assegurar a ordem e disciplina em todas as unidades.

????????????????????????????????????

O analista chefe do Centro de Monitoramento Eletrônico, Rosivaldo Camelo, lembra que houve uma seleção para formar a equipe de trabalho e, posteriormente, um treinamento intensivo para monitorar as câmeras com eficiência. “Estamos prontos para prever crimes, antecipá-los e combatê-los. Os equipamentos têm tecnologia de alta precisão que permitem uma intervenção rápida, inclusive no escuro. Além disso, podemos arquivar as imagens para analises futuras”.

 Outro marco importante é a aquisição de trinta carabinas calibre 5.56 mm e 120 pistolas calibre.40. Em 2015, a Seris já havia viabilizado cem espingardas calibre 12. De acordo com o chefe de Gestão Penitenciária, coronel PM Marcos Lima, os armamentos otimizam o trabalho dos agentes penitenciários. “Pela primeira vez o Sistema Prisional recebe armamentos próprios, essenciais para o trabalho daqueles se dedicam diuturnamente para promover a ressocialização”.

????????????????????????????????????

Também foram adquiridos cinco scanners de volume de mão (Raio-X) para manter o controle dos objetos que entram nos presídios, um trator para os serviços de limpeza e manutenção, além de um micro-ônibus para agilizar a locomoção dos servidores e gerar economia para o Estado. “Todos esses são investimentos vitais para que a lei seja cumprida e, consequentemente, os custodiados sejam reintegrados socialmente”, afirma o secretário Marcos Sérgio de Freitas.

No total, foram investidos R$ 1,6 milhão com a Central de Monitoramento e demais equipamentos para o Sistema Prisional. Os recursos são ordinários do Estado e financiados pelo Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento e Programa de Consolidação do Equilíbrio Fiscal (Bird/Procofins).

Agência Alagoas