Hemoal pretende coletar mil bolsas de sangue até o carnaval

sangue

Todas as pessoas com fator Rh negativo estão convocadas a irem ao Hemocentro de Alagoas (Hemoal) doar sangue. Não que os demais tipos sanguíneos estejam dispensados, longe disso, mas é que as tipagens A-, B-, AB- e O- são os que possuem os estoques mais baixos.

Sensibilizados, a Ong Lions Clube esteve nesta terça-feira (26) de plantão no Hemoal levando associados para contribuir com a doação de vida. “Nosso objetivo é servir ao próximo. Viemos por saber dessa escassez de sangue, mas antes fizemos contatos com nossos associados, distribuímos folders e estamos trazendo todos àqueles que se prontificam a doar, mas que estão com dificuldade no transporte”, disse o presidente da Ong em Alagoas, Roberto Belo.

A campanha de carnaval teve início na última segunda-feira (5) e tem o objetivo de conseguir no mínimo mil coletas até o sábado do feriadão. “Estamos precisando de todos os tipos sanguíneos, inclusive o A+, que muitos pensam ser comum e nunca vai faltar. Estamos com poucas bolsas desse sangue, do B+, do AB+ e de todos os fatores Rh negativo”, informou a assistente social do Hemoal, Maria das Graças Padilha.

Desconhecer a tipagem sanguínea não impede a doação. Prova disso é Jarinaldo Modesto dos Santos, de 52 anos, que viajou da cidade de Matriz do Camaragibe com uma única vontade: ajudar a salvar vidas. “Sempre tive curiosidade e vontade, mas não sei meu tipo sanguíneo. Mesmo assim decidi me deslocar até o Hemoal e me explicaram que após a coleta eles farão os testes, identificarão a bolsa e ficarei sabendo minha tipagem sanguínea”.

Postos de coleta – O Hemoal está aberto para receber doadores de segunda à sexta-feira, de 7h às 18h; e sábado de 8h às 12h. Podem doar todos aqueles que estiverem bem de saúde, apresentem documento com foto emitido por órgão oficial e válido em todo território nacional e que tenham entre 16 e 69 anos de idade, além de peso acima de 50kg.

“Quem não pode doar são pessoas que tiveram diagnóstico de hepatite após 11 anos de idade, mulheres grávidas ou que estejam amamentando, pessoas que estão expostas a doenças transmissíveis pelo sangue”, informou a assistente social Maria das Graças Padilha. “E não precisa estar em jejum. Nós apenas recomendamos que não ingiram bebidas alcoólicas nas 12h anteriores, evitem fumar e comer alimentos gordurosos e façam um repouso mínimo de 6h na noite anterior à doação”, salientou a assistente social.

Cada Minuto