Após expulsão, Musa anti-Dilma é agredida por membro da Unidos do Peruche

carnaval

O segundo dia de desfiles das escolas de samba de São Paulo já começou com polêmica. Proibida de usar um tapa-sexo com o rosto da presidente Dilma Rousseff estampado, Ju Isen, musa da direita, arrancou a fantasia e fez topless na avenida em forma de protesto.

Ju Isen é bruscamente empurrada por membro da Unidos do Peruche

A equipe da escola rapidamente se mobilizou para retirá-la do desfile e um membro da agremiação a agrediu fora da avenida. Juliana foi bruscamente empurrada por um homem trajado com o uniforme da agremiação paulista e foi ao chão. O momento foi registrado e viralizou nas redes sociais.

Após Ju Isen ter sido expulsa da avenida, a jornalista Monalisa Perrone, que comenta o desfile na Rede Globo, afirmou: “O que é isso? Sem comentários”. Outro comentarista, o jornalista Chico Pinheiro criticou: “Quer ficar pelada, espera o desfile acabar”.

iG