Explosão em loja de munições mata dezenas de pessoas na Líbia

Conflito entre grupos radicais na Líbia, em 2014.
Conflito entre grupos radicais na Líbia, em 2014.

Ao menos 29 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas nesta terça-feira, durante a explosão de um depósito de munições na cidade de Garabulli, a 70 km de Trípoli, na Líbia. O estabelecimento foi detonado por uma milícia armada, que plantou uma bomba no local após entrar em conflito com outro grupo.

“O número de mortos e feridos está subindo e nós estamos trabalhando para transferi-los para os hospitais mais próximos”, disse Mohamed Assayed, um funcionário municipal, à agência Reuters.

Um morador de Garabulli contou à rede BBC que a disputa começou quando um combatente de uma milícia da região de Misrata, próxima à cidade, comprou itens em uma mercearia local e se recusou a pagar. O dono da loja teria matado o homem a tiros após uma discussão, o que gerou retaliação por parte do grupo do qual era membro. O comércio foi incendiado, assim como a casa do proprietário.

 

Como parte da revanche, a milícia de Misrata teria plantado a bomba em uma loja de munições nas proximidades, causando uma grande explosão, antes de fugir de Garabulli. Segundo a BBC, residentes armados protestaram contra o ataque e a presença do grupo rival na cidade.

A maioria das milícias que impõe sua lei na Líbia é formada por insurgentes que se negaram a depor as armas depois do levante que tirou do poder o ditador Muamar Kadafi, em 2011. O país está mergulhado no caos, apesar da instalação, no fim de março, de um governo de unidade nacional (GNA) reconhecido pela comunidade internacional, em Trípoli.

Site:veja.abril