Uncisal é a única universidade do Nordeste selecionada para o Projeto Rondon

Esta é a sexta vez que a universidade é selecionada pelo Ministério da Defesa para participar do projeto

722837fb76fdb0da9f48d21af75bc1be_L

Após passar por cinco etapas de seleção, a Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (Uncisal) será a única instituição de ensino superior da região Nordeste que participará do Projeto Rondon. O programa, que é desenvolvido pelo Ministério da Defesa, tem como proposta desenvolver comunidades carentes por meio de práticas universitárias.

Um grupo formado por dois professores e oito estudantes viaja no dia 14 de julho para o município de Itabiba, no Espírito Santo, para dar início aos trabalhos. Serão desenvolvidas atividades educativas nas áreas de saúde, cultura e direitos humanos, durante 17 dias. Os representantes alagoanos retornam para o Estado no dia 1º de agosto.

“Será realizado um trabalho interdisciplinar, que envolve universitários dos cinco cursos ofertados pela Uncisal. O projeto prevê a realização de oficinas teórico-práticas com temas diversos, como primeiros-socorros e até mesmo cuidados para crianças. Junto com o nosso grupo, estarão estudantes da USP (Universidade de São Paulo) de São Carlos”, explica a professora Maria Rosa da Silva, que coordena o projeto pela Uncisal.

Esta não é a primeira vez que a universidade é selecionada pelo Ministério da Defesa para participar do Projeto Rondon, o que, para a professora, é um reconhecimento nacional da qualidade do trabalho desenvolvido pela Uncisal. “A universidade participa pela sexta vez do programa, o que evidencia o nosso compromisso na formação”, pondera.

O pró-reitor de Extensão da Uncisal, Célio Rodrigues, ressalta que o Projeto Rondon permite aos estudantes universitários não apenas a convivência com comunidades diferentes das quais estão inseridos, mas, também, a troca de experiências com alunos e profissionais de outras instituições. Para ele, a vivência agrega na formação dos futuros profissionais.

Outro ponto ressaltado por Célio Rodrigues é a visibilidade que a Uncisal tem com a seleção. “Nós estamos falando de um projeto que tem abrangência no Brasil inteiro. Logo, o reconhecimento da universidade é nacional. Nosso projeto está entre os melhores do País”.

Por fim, o pró-reitor lembra que os participantes terão custeados o transporte, a hospedagem e a alimentação ao longo dos 17 dias de projeto. Além disso, levarão kits disponibilizados pela universidade para promover as oficinas com a população. “A única preocupação do grupo será executar bem as tarefas para as quais foram selecionados e representar a Uncisal”.

Participam do projeto as professoras Maria Rosa da Silva e Vanessa Porto, além dos universitários José Euderaldo Filho, Silmara Silva, Allan Lopes, Kassyara Lima, Danylo Cabral, Ahyas Alves, Andrea Cunha e Júlia Letícia Onório.

Eduardo Almeida – Agência Alagoas

11/07/16