Trump reitera que México pagará por muro na fronteira

Presidente americano disse que país vizinho “pagará, de alguma maneira, pelo muro”.

O presidente Donald Trump disse neste domingo (23) que ele espera que o México pague pela muralha que ele prometeu construir na fronteira, ressuscitando uma promessa de campanha que afetou as relações dos EUA com o México na sua primeira semana na presidência.

“Finalmente, mas em uma data posterior, para que possamos começar a construção antes, o México pagará, de alguma maneira, pelo muro que tanto precisamos”, disse Trump no Twitter, segundo o G1.

Trump retomou sua exigência ao México na manhã em que simultaneamente tentou pressionar os democratas do Congresso para incluir financiamento para o muro na legislação orçamentária necessária para manter o governo americano funcionado além de sexta-feira.

Na Cidade do México, um porta-voz do ministro de Relações Exteriores não tinha um comentário a fazer sobre a declaração de Trump a respeito do pagamento do muro.

A exigência do presidente republicano de que o México pague pelo muro deu início a uma crise diplomática com o vizinho do sul dos Estados Unidos durante a primeira semana de sua presidência.

O presidente mexicano Enrique Peña Nieto desistiu de uma viagem planejada para se encontrar com Trump, e a Casa Branca sugeriu a ideia de um imposto de 20 por cento em produtos mexicanos para pagar pela muralha.

Os dois líderes concordaram, no dia seguinte, que não falariam publicamente sobre o pagamento do muro, disse o governo mexicano. A Casa Branca disse que os dois reconheceram que tinham discordâncias sobre a muralha, mas “concordaram em resolver essas diferenças”.

Trump buscou a muralha, cujo custo previsto é de mais de 20 bilhões de dólares, como parte de seu esforço para frear a imigração ilegal. Para o México, pagar o projeto está “fora de cogitação”.

23/04/2017