Contrato de time mineiro com Bruno permite rescisão em caso de prisão

Contrato de time mineiro com Bruno permite rescisão em caso de prisão

Após decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que determina que o goleiro Bruno Fernandes volte à prisão, o clube mineiro de futebol Boa Esporte, que contratou o atleta, estuda o que será feito agora com o impedimento judicial. Uma cláusula dá à agremiação o direito de rescindir o contrato um caso de volta para a prisão. No entanto, não há definição sobre se esta medida será tomada.

Segundo o msn, a contratação do goleiro, condenado pela morte e ocultação de cadáver de Eliza Samudio, ocorreu depois que uma liminar do STF permitiu que Bruno fosse solto, em 24 de fevereiro. O atleta, que jogava pelo Flamengo, estreou pelo clube mineiro em 8 de abril, quando cometeu um pênalti no empate em 1 a 1 contra o Uberaba.

Depois atuou em mais quatro partidas, tendo tomado no total quatro gols. Nesta terça-feira, por 3 a 1, a Primeira Turma do Supremo decidiu mandar Bruno de volta para a prisão. Após a decisão do STF, o Boa cancelou o treino da tarde desta terça-feira e diretores se negaram a falar sobre a decisão.

A decisão judicial. Por maioria, o Supremo decidiu não referendar a liminar que havia sido concedida pelo ministro Marco Aurélio Mello no dia 21 de fevereiro deste ano. Ao analisar o caso, Marco Aurélio considerou o fato de o jogador possuir bons antecedentes, além de destacar que o recurso apresentado pela defesa ainda não havia sido apreciado pela Quarta Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Minas Gerais.

Os ministros Alexandre de Moraes, Rosa Weber e Luiz Fux votaram a favor de mandar de volta para a prisão o goleiro, conforme havia sido pedido pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot. O ministro Luís Roberto Barroso não compareceu à sessão.

Em 2013, o Tribunal do Júri da Comarca de Contagem (MG) condenou Bruno a 22 anos e três meses de prisão pelo assassinato e ocultação de cadáver de Eliza Samudio e também pelo sequestro e cárcere privado do filho.

25/04/2017