Uber fecha parceria com a Embraer para trazer táxi voador até 2020

A Uber já deu pistas de que deseja se aventurar no setor de transporte aéreo, com o Ubercopter, mas, em breve, a empresa pode lançar uma nova modalidade de serviço: os táxis aéreos. Nesta semana, o aplicativo fechou parceria com diversas empresas, incluindo a Embraer, para fabricar veículos elétricos chamados de VTOLs, que se diferenciam dos helicópteros por não emitirem poluentes e serem mais silenciosos.

A Embraer afirmou que a parceria é um projeto gerado por seu Centro de Inovação de Negócios e que deve ajudar a implantar a tecnologia.

“No exercício dessa parceria, vamos desenvolver novas tecnologias, novos produtos e novos modelos de negócios que podem gerar oportunidades para a Embraer no futuro”, disse o presidente-executivo da Embraer, Paulo Cesar de Souza e Silva.

Para Mark Moore, diretor de engenharia de aviação da Uber, a empresa brasileira se destaca por ser uma das mais experientes no segmento. “Seu conhecimento de certificação de aeronaves com tecnologia ‘fly-by-wire’ (tipo de sistema de controle de voo) embarcadas e sua confiança de que eles podem igualmente tornar essa tecnologia acessível a aeronaves muito menores é um ingrediente essencial para o nosso sucesso”, declarou.

A ideia é que os táxis aéreos estejam funcionando, até 2020, em Dubai e no Texas, ajudando a reduzir o tempo gasto pelos usuários em trânsito.

[Reuters]